A reforma
 

30/1/2014 21:23:57
Artigos - A reforma

    2120128 A REFORMA

    Como católico apostólico romano, que recebeu de seus avós e de seus pais uma fé segura, que vem desde antes do Vaticano II, que viu surgirem os maus frutos deste evento, que escancarou as portas da Santa Igreja para a invasão do modernismo, tenho direito de receber da minha Igreja uma orientação segura, a da salvação eterna. Esta informação deve conter pura e cristalina a Verdade plena de Nosso Senhor Jesus Cristo, da qual sua Única Igreja é a guardiã também única. Quando ventos suspeitos e fumaças sufocantes anunciam reformas na Igreja, onde esta verdade está em risco de ser escamoteada, subvertida, modificada e a adaptada ao gosto da terra, tenho também o DIREITO de desconfiar e não concordar com ela. E como não temos mais segurança nas informações que recebemos, toda suspeita recai sobre quem a promove, e cabe a eles o ônus da prova, até que a verdade apareça e se confirme.
    Já escrevi dezenas de artigos e comentários a respeito da nossa Santa e amada Igreja Católica Apostólica Romana, nos moldes de João Paulo II e Bento XVI, entretanto este assunto não se esgota nunca. Preciso sempre voltar aos comentários, procurando trazer aos leitores alguns indicativos deste tempo, depois de filtrar entre tantas mil matérias que nos são apresentadas, aquele pensamento que corre entre os reformadores. Em primeiro lugar devo dizer que esta palavra “reforma” soa para mim assustadora e perigosa, porque houve uma vez certo Lutero reformador, seguido de outros e outros milhares de “reformadores”, e tudo o que eles produziram foi a desgraça, foi a divisão, e o retalhamento do Santo Evangelho, cada um “reformando” conforme a sua forma, não a de Jesus. E nos parece agora, que esta “reforma” pretende transformar a Igreja Católica em outro retalho, nos moldes de mil outros.
    Nós já explicamos detalhadamente sobre a existência das duas igrejas, conforme aquela mensagem de São Miguel – texto anterior – e mostramos bem claro que a Igreja Verdadeira – a da Tradição – não tem mais hoje o comando da Igreja de Jesus, que ela representa, pois ela está nas mãos da facção modernista, que se infiltrou dentro da Verdadeira Igreja, depois do malfadado Concílio Vaticano II, tomando ela a face da verdade, quando é da mentira. Bem ao contrário, as mudanças já impostas por esta facção em si já representam uma “reforma”, pois o Concílio já adulterou substancialmente a verdade, de modo a formar outra igreja, esta dita moderna e com face humana, com o nariz voltado para terra e a satisfação física do homem, não mais para a alma, para o Céu, nossa pátria definitiva. A este ponto nós chegamos hoje, vendo cumprir-se o grande mistério da apostasia predita final por São Paulo.
    É óbvio mais que ululante, que já não vivemos hoje na Igreja a unidade pedida por Nosso Senhor Jesus Cristo. É óbvio mais que ululante, que existem dentro da Igreja alas radicais, padres contra padres, bispos contra bispos, padres e bispos, contra ou a favor do Papa, para cumprir-se aquilo que Nossa Mãe Celeste tem anunciado desde os idos de 1846 em La Salette, e em milhares de outras aparições pelo mundo. Este flagelo tem açoitado a Igreja, e com força redobrada a partir do último Concílio – meramente pastoral – que deu margem à dilaceração da Igreja, ao vendaval que varreu os conventos e monastérios e que praticamente arrasou a todos os seminários católicos, hoje vazios, em especial no Ocidente, no Brasil inclusive. Quem nega isso, ou é cego ou é conivente!
    Falsas teologias e heresias escandalosas estão correndo livres, com diabólicas ideias reformadoras tendo curso, deformações rituais, escândalos na aplicação e vivência dos Sete Sacramentos, banalização do sagrado, ausência de oração e adoração devida a Deus, missas inculturadas embora proibidas, a má formação – na verdade deformação – catequética, o desconhecimento completo da Igreja por no mínimo 98% dos católicos. Isso além dos escândalos espantosos em relação à pedofilia e ao homossexualismo entre alguns infelizes sacerdotes, sem dúvida a principal causa do abandono dos fiéis, tudo só diz uma coisa: se a Igreja Católica ainda não despareceu é somente porque Deus a segura, não porque os católicos fizeram acontecer. A começar exatamente pelo clero, alto e baixo, que se tornou espantosamente num exército de guias cegos, aqueles apontados por Jesus, que levam as ovelhas ao abismo.
    Eis uma grande e terrível verdade: o avanço assustador e avassalador das causas do mal, a imoralidade, o adultério, o sexo descontrolado, também as causas do aborto e da agenda gay, tem sua única fonte de culpa, na COVARDIA espantosa de nós católicos, a começar por nossos líderes, muitos deles verdadeiros lobos rapaces, que não combateram tais males porque alguns deles estavam até o pescoço, mergulhados neles, pois se auto protegiam. O relativismo moral espantoso que grassa em nossos dias como peste satânica, só tem este curso destruidor devido a mornidade dos católicos, que aos poucos vão deixando tudo correr solto e livre, mesmo que percebam sua juventude sendo desgraçada, suas crianças sendo escoladas por satã, desde cedo, para a ruína moral e a destruição das famílias católicas. Óbvio que sempre teve um pouco disso! A imoralidade sempre campeou no mundo, o problema é que agora o moral é ser imoral. Onde estão os católicos verdadeiros para combaterem em defesa dos divinos e eternos Mandamentos? Que outra reforma da Igreja poderá acontecer se não atacar firme esta frente?
    Mas ai, o clero, que deveria combater com tenacidade, vigor e rigor a tudo isso! Onde estão os sacerdotes e bispos santos meu Deus? Valentes, corajosos, capazes de dar a vida pelo rebanho! Capazes de enfrentar seus pares hereges e fautores da ruína da Igreja! Se o leitor amigo quiser fazer um teste com seu sacerdote, pergunte e ele o que acha do Concílio Vaticano II. Se ele disser que foi maravilhoso, tenha certeza de que está diante de um guia cego, mas não discuta porque é perda de tempo, somente reze por ele. Ou pergunte a ele o que acha da teologia da libertação! Se ele disser que é ótima, tenha certeza de que está diante de um cego intencional, ou de um comunista solerte. Padre que não consegue ler a linhas da história para perceber que, a destruição da Igreja por estes males, e que a fuga dos fiéis começou a partir daquele Concílio, não está preparado para conduzir o rebanho de Cristo, é guia cego. Da mesma forma, padre que não percebe o viés comunista que está na maldita teologia da libertação, deve ser tido por herege, e terá largas contas a acertar com Jesus quando morrer. Perdão, isso não é falar mal dos padres e sim chamá-los à razão. É preciso que eles acordem para que o rebanho sobreviva na tempestade que chega!
    Ainda há pouco eu li uma reportagem vinda da França, onde um “grupo provida” rezava pacificamente o terço numa praça e foi agredido covardemente por verdadeiros demônios abortistas, apedrejando as pessoas e atirando sobre eles tudo quanto é imundícia. Mas como a mentira é o que hoje prevalece os meios grandes de comunicação enalteceram a ação dos agressores exaltando-os de “defensores da tolerância”. Meu Deus, mas não seria esta a mais flagrante prova de intolerância? Ademais os cristãos são perseguidos, mortos, torturados, queimados em todo mundo, e simplesmente estão mudas a maioria das vozes episcopais quanto a isso tudo. Se pelos menos rezassem, se reunissem as famílias para rezar em reparação a este morticínio diário, mas nem isso eles fazem. Tem ou não razão o profeta Isaías quando brada aos quatro ventos: meus pastores são cães mudos, gostam de cochilar... Fosse apenas isso, mas a coisa ainda é pior, porque parecem aprovar tais atos, e falam em reformar a Igreja!
    Nos últimos tempos, depois da eleição do Bispo de Roma, nós temos ouvido este zum-zum, de reforma, e para tanto um grupo de oito cardeais – G8 – está encarregado de mudar a face da Igreja, é o que se pode discernir. Também nos últimos dias, têm saído muitas denúncias sobre o mesmo Líder Máximo da Igreja, atribuindo a ele certas declarações que – para ser bem sincero – não acredito que ele tenha dito isso.  Mas sem dúvida não posso ser cego e surdo a ponto de me calar, especialmente devido à dubiedade de muitas de suas afirmações – desde antes e depois da eleição – que parecem propositais. De fato, se ele não disse isso, tenham certeza de que padres, bispos e teólogos hereges estão sim dizendo, e compete a ele de expulsá-los da Igreja. Bento XVI, só nos dois últimos anos de mandato expulsou mais de 400 padres por heresias e taras sexuais. Se quiser começar bem, o Bispo de Roma deve fazer o mesmo, porque há milhares ainda, na linha da imoralidade e da heresia. Que comece por aí a reforma!
    Quando da eleição de Sua Santidade o Papa Bento XVI, imediatamente a mídia mundial caiu de pau em cima dele, tentando desestabilizar seu mandato, e se pode dizer, a imensa maioria dos bispos do mundo não lhe deu tréguas, foi desobedecendo, e desobedecendo, foi fazendo o contrário do que ele pedia, até que chegou a ruptura. Bento XVI não teve um dia de descanso. Mas a mídia e seus inimigos fizeram de tudo, vasculharam sua vida, os seus escritos, as suas declarações, seus livros, entretanto jamais conseguiram descobrir um só erro teológico, um deslize doutrinal que fosse – para seu ódio – e isso nos dava uma confiança cega nele, como homem preparado e escolhido pelo Espírito Santo. Por isso dedicamos para Sua Santidade o Papa Bento XVI, nosso carinho, e nossas orações.
    Mas o que acontece agora? Tão logo da eleição imediatamente a mídia mundial caiu de louvores em cima do eleito, porque demostrou certa “humildade”, maior comunicação, e de um cardeal argentino em poucos meses já era eleito um dos mais proeminentes líderes mundiais. As revistas do mundo inteiro estampam fotos e dizeres dele, já tido por unanimidade mundial como um dos quatro homens mais importantes do planeta, coisa que jamais se viu com qualquer outro Papa, em toda a história. Mas se fizermos um contraponto entre ele e Jesus, vemos que o Mestre desde o começo foi combatido e abominado pela elite vigente, tramaram sua morte o tempo inteiro e acabaram fazendo isso. Assim será tão impossível perceber que o mundo louva apenas aquilo que não vem de Deus?  E isso nos avisa de que tem algo errado, pois quem agrada ao mundo DESAGRADA a Deus, então vejamos: 
    Bento XVI combatia o aborto, e era criticado, o Papa atual diz também que combate, entretanto os abortistas o aplaudem. Bento XVI combatia o homossexualismo e era execrado pela mídia, este também diz que condena o mesmo pecado, entretanto os tiranos da agenda gay o louvam. Enfim existe hoje um exército de ateus e atoas, que sempre condenou e combateu furiosamente ao Papa Bento XVI, que hoje parece feliz com o Bispo de Roma. Como isso? Ademais, quando os teólogos da libertação e os líderes das CEBs o enaltecem, é sinal claríssimo alerta vermelho. E isso quer dizer: não se afundem neste caminho, porque de vermelho é que está pintado o caminho do inferno. Enfim, Bento XVI falava sério, dizia as verdades, mas era homericamente ignorado, este dá entrevistas risonhas e bisonhas, diz barbaridades, mas o mundo parece fascinado e o segue, sem atentar para o que ele diz. 
    E assim, nós temos o direito de desconfiar e devemos sempre estar alerta. A quem iremos Senhor? O confuso é que depois de espalhada uma destas alegadas afirmações heréticas, logo surgem a campo os defensores dele, alegando ser mentira. Mas eis o grande problema, eis a causa da confusão: o desmentido da mentira... A defesa dúbia da dubiedade intencional, se me faço entender. Jogar no ar uma mentira, que se tem por verdade, e depois escamotear a resposta desmentindo a mentira, de maneira dúbia. E com isso são enganados até os eleitos, que não têm tirocínio nem capacidade mental suficiente para destrincharem este elaborado e proposital jogo de palavras, informações e contra informações, de modo a preferirem fechar os olhos para uma realidade gritante: havendo mentira no meio é porque algo se trama no reino de Belzebu! A Igreja verdadeira não participa desta patranha. 
    Mas dizem por aí que desejam mudar ou reformar a Igreja. Tomo por base e como alerta as palavras de Nossa Senhora, da última mensagem ao Movimento. Lembrai-vos sempre, do que Jesus havia dito: “Passarão o céu e a terra, mas as minhas palavras não passarão!” Lembrai-vos também de que: “Nenhum ponto ou vírgula poderá ser mudado nas Escrituras!” Portanto, filhinhos, cuidai para não serdes enganados; acompanhai as Escrituras e o Catecismo, e não aceitai quaisquer mudanças, ou informações, ou complementos que se fizerem ali. Deus fez as leis: e estas não podem ser mudadas! Ou seja: a Sagrada Escritura é clara, e a ninguém é dado alterar nada daquilo que lá está escrito, e do que temos aprendido desde Jesus até o final do mandato de Bento XVI. Nada do que nossos avós nos transmitiram deve mudar, porque a Lei Divina não é passível de mudanças. Igualmente Deus não muda!
    E a Mãe continua> Portanto, o que é pecado continua sendo pecado, ainda que os homens digam diferente; os pecados informados nos Mandamentos, continuam sendo pecados, ainda que políticos e governantes apóstatas ou hereges, ou ainda ateus, digam diferente. Deveis seguir as leis de Deus e não as dos homens! A lei dos homens sucumbirá e levará muitos à perdição. As leis de Deus são para sempre e estas conduzem os filhos de volta à Casa Paterna! Aqui ela volta para as decisões humanas – no texto acima para as divinas – mostrando que são eternos os Mandamentos da Divina Lei, que não existe autoridade humana com direito de anular o efeito ou mudar o conceito daquilo de imoral e pecaminoso que a mesma Lei Eterna condena, sempre condenou e jamais deixará de condenar. Pecado é pecado, e será eternamente pecado, será ofensa contra Deus pela ofensa a alguma pessoa, ou blasfêmia se proferida contra o Criador. E toda reforma que tentar mudar isso é blasfema! Não deve ser aceita por nós!
    Digamos, por hipótese, que muitos dos textos que estão sendo veiculados com declarações negativas do Bispo de Roma não sejam verdadeiros. Concordo! Digamos que tudo isso seja uma campanha para desestabilizá-lo, pelo bando da direita – uma vez que claramente ele aponta para a esquerda! Mas é preciso entender que, exatamente aquilo que está sendo veiculado é tudo aquilo que já viemos denunciando há décadas; as heresias de certos teólogos que correm soltas pelo mundo, sem que nenhuma voz oficial da Igreja as combata com tenacidade. É preciso entender que, se Francisco não disse realmente que a história de Adão e Eva é uma lenda, na realidade muitos padres já afirmam isso desde muito tempo. E isso acabará por ser aceito pela maioria dos católicos, que não entendem a Bíblia e porque a imensa maioria dos sacerdotes – diria 99% deles – nem sabe explicar este mistério.
    Ora, o povo antigo deve ter contado então muitas lendas, porque segundo consta da história a arca da Aliança contém em seu interior como testemunho, as tábuas originais da lei, um pouco do maná que Deus derramou no deserto durante 40 anos, e um dos ossos de Adão. Como pode ser lenda um homem que era de carne e osso? Quem tem o direito agora, passados mais de sete milênios da saga daqueles que foram os nossos primeiros pais – Adão e Eva – de mudar a história contando outra versão moderna? Seria herética apenas a afirmação de que é lenda, como é causa de anátema e de condenação eterna, todo aquele que tiver a ousadia de mudar algo do que está escrito desde sempre. O que está na Bíblia foi o próprio Deus que escreveu, não homens, então estes não a podem mudar.
    Numa pequena exortação passada ao Movimento, tão logo da eleição de Francisco, nos foi pedido assim: rezem para que Francisco não se deixe enganar! Isso pode não dizer nada para alguns, mas diz muito para quem está bem ligado nos acontecimentos da Igreja. No artigo anterior mencionei uma reportagem sobre os cardeais do G8, que são acusados, cada um de heresia ou de obstrução. Entre eles temos que lutou para obstruir as investigações sobre o banco do Vaticano, outro que acobertou casos de pederastia entre seus padres, outro que não se opõe ao casamento homossexual, outro que nega a existência do Inferno e do Purgatório, outro que promove o escândalo do falso ecumenismo pelo diálogo inter-religioso entreguista, outro que diz que a Igreja não é a única guardiã da verdade, da moral e da virtude, outro que defende a união de todas as igrejas até com pagãos e com judeus, outro liberal que concorda com Francisco de que não devemos combater os pecados do homossexualismo e do aborto. Vão reformar a Igreja sobre a batuta destes? São estes que vão pintar a cara da nova igreja? Já sabem que cara terá!
    Citado um pequeno enunciado sobre cada um deles, podemos afirmar com absoluta certeza de que se tratam de oito hereges, oito lobos modernistas, vestidos de cordeiro. E se pergunta: onde os cardeais santos? Onde estão aqueles de conduta ilibada e impoluta, os novos Tomás de Aquino, capazes de defender a Verdade e a Verdadeira Igreja, com sua Tradição bimilenar, com seu Catecismo, com seus Dogmas e Sacramentos imutáveis, com a moral santa da qual ela é a Única guardiã e dispensadora? Onde estão como parte desta equipe reformadora, aqueles que seriam capazes de se opor a mudanças que viessem a alterar o sentido do Catecismo, e impensavelmente de alterar as Sagradas Escrituras, no sentido de adaptá-la aos tempos modernos, e também para agradar aos outros credos e seitas? Onde estão aqueles, iluminados pelo divino Espírito Santo, capazes de compreender o verdadeiro ponto a ser atacado, que é a reforma e a reciclagem do clero alto e baixo? Sem clero santo não existe Igreja Santa!
    Ou alguém acha mesmo que uma reforma da Igreja pode imaginar que sem santos sacerdotes poderemos ver nossa Igreja crescer, tornar-se novamente pujante, porque caminhando na direção do Céu, e para ele levando os filhos e filhas de Deus? E trazendo de volta os que se desgarraram! Com esta equipe mal formada, rebelde, cheia de falsas ideias sobre Deus e fantasiada por um renque de falsas teologias, em sua maioria desobediente, só pensando em sexo e em casar, jamais se poderá governar a Igreja. E se pergunta: haverá um homem, mesmo sendo um Papa, e um dos homens mais “poderosos” da terra, será capaz de levar avante tal revolução na Igreja, sem que antes revolucione e recicle o clero católico e o faça esquecer da terra e caminhar unido para o Céu? Isso é absolutamente impossível o que de saída aponta para o fracasso de qualquer reforma. 
    Ademais, não adianta de nada reformar a doutrina e adaptar a Bíblia ao gosto dos homens esperando algo duradouro, quando isso é feito sem a ordem de Deus e sem a aprovação do Espírito Santo. Ou alguém ousará dizer que isso está sendo tramado com a aprovação do Céu? Dizer que a Igreja errou em criar Dogmas de fé, porque eles só atrapalham o diálogo ecumênico! Dizer que caminhamos cinco mil anos na Escritura antiga, e mais dois mil anos no Novo Testamento, acreditando em fábulas e contos da carochinha! Dizer que devemos abandonar a Tradição como um dos suportes da nossa fé, aceitando agora uma “igreja renovada”, com um “jesus” novo, um deus agora eclético – e patético – somente amor e misericórdia, e não também justo, que aceita confabular e cabular com todos os credos, inclusive com os que adoram o Baphomet! É isso o que devemos aceitar agora? Eu estou fora desta igreja!
    Temos visto e ouvido estas propostas, que nos parece estão sendo plantadas na mídia mundial, para ver como reage o povo católico. Ora o povo católico, em sua imensa maioria de digamos 98% desconhece completamente o que se passa no Vaticano nos dias de hoje, e o que lá se trama e desconhece quase tudo sobre sua Igreja. Este mesmo é o povo se enche de iras quando se fala para ter cuidado, porque os profetas atuais, as trombetas do Apocalipse, estão em unanimidade espantosa avisando e antecipando os passos desta reforma. Não pode ser que todos estes profetas enlouqueceram. Aqui no Movimento têm sido escassas as mensagens a este respeito, porque nossa missão essencial é voltada para as Almas, não para as coisas do fim dos tempos, e cada profeta sua missão. Estas pessoas não ousariam, digo TODAS, também nossos santos, colocarem em seus nomes a pecha de FALSO PROFETA, se não tivessem certeza daquilo que transmitem. Falso profeta é hoje todo aquele que diz: tudo está bem!
    De fato, ainda que indiretamente e apenas alertando para o que vai acontecer com esta reforma como é nosso caso, todos são unanimes em anunciar a iminência de uma verdadeira revolução na Igreja, revolução esta que a poderá levar a destruição completa, se Deus não intervier. E claro que intervirá! O que precisamos entender e para isso ter a máxima atenção é que se existe fumaça é porque existem brasas e fogo latente. E esta fumaça pode ser exatamente aquela de satanás denunciada pelo Papa Paulo VI e este fogo poder ser também aquele que mostra as primeiras labaredas do inferno. Não pode ser que tudo isso são fantasias. Não pode ser que todas estas denúncias são vazias, e que nada disso tenha fundamento. E eu acredito nelas, até porque isso tem que acontecer. 
    Outra parte da mensagem ao Movimento, do último sábado, também deve ser bem meditada para entender, em especial a que destaco em negrito. Vigiai e rezai: os inimigos observam os passos de cada um de vós. E eles vos armam ciladas! Vigiai e rezai: a Igreja tem em seu interior, milhares de inimigos, treinados para vos enganar! Vigiai e rezai para não cairdes nas armadilhas. Amém! Eu não vou revelar o segredo que tem nesta frase em negrito, mas podem ter certeza de que dentro do Vaticano existem forças bem antigas, também novas, que nunca foram católicos, mas que receberam uma escola de ódio tão profunda contra Jesus e Sua Igreja, que cumprem o papel de destruí-la, nem que para isso tenham que entregar suas almas a satanás. Eles receberam instrução para isso, fizeram cursos sobre aquilo que podem ou não podem fazer, e aquilo que podem ou não dizer. Tudo para enganar o povo!
    Na verdade isso faz parte de um plano meticuloso, arquitetado por Lúcifer e seus asseclas, com a colaboração de certos demônios humanos, muitos deles dentro da igreja. Fico estarrecido como podem ser feitas tantas declarações boas, verdadeiras, mas que contém no meio, nas entrelinhas, o verdadeiro pensamento, a real intenção. Os inimigos da Cruz de Cristo sabem que o povo cego vai ficar com aquilo que acha bom, e tributar o que está errado por conta da perseguição. Quem está disposto a defender o que pensa ser certo, muitas vezes cega-se propositadamente a respeito do errado. E o que pede a Mãe do Céu: rezai para não cairdes nas armadilhas! Diariamente eu recebo dezenas de comunicações do quanto as pessoas estão sendo cegadas, sendo incapazes de ver o errado, de usar a simples razão. Não querem nem ouvir falar que “aquele santo” possa ter errado. Na verdade, nem mais santo, já sendo endeusado. Ai, ai, ai!
    Vejam que na mensagem também está escrito que os inimigos nos vigiam e observam nossos passos, e que nos armam ciladas. Entre estas ciladas certamente estão estes ditos e não ditos, entendidos e mal entendidos, mentiras com cara de verdade e verdades com pontas de mentira, estão armadilhas linguísticas e colocações dúbias, que depois são reeditadas com explicações também dúbias. Ou seja, com uma linguagem imprecisa que pode muito bem conter duplo sentido, como fizeram com a editoração dos documentos do Concílio. E a Santa Igreja tem uma norma que se pode dizer dogmática, onde basta uma única palavra errada em latim, nos seus documentos, que isso torna inválido todo o documento. Observem quantas omissões, quantos erros nós estamos vendo hoje!
    Dizem os estudiosos que o Santo Padre o Papa Bento XVI, em seu documento de renúncia, editou uma palavra errada, que não somente pelo sentido, como pelo fato de ser errada, invalida já aquele documento. Por aí o leitor pode perceber que a coisa mela desde o início. Mas vejam que, mesmo antes de a coisa explodir na Igreja, começa a revolução e ela vem da Alemanha, onde a Conferência Episcopal acaba de aprovar um documento que pretende estender a todo o país a distribuição da comunhão a divorciados em segunda união, o que seria a aprovação do adultério, um dos pecados mais condenados nas Escrituras. Isso indica uma ruptura com o Vaticano, embora uma das regras que lá se estuda é a de justamente aumentar o poder das Conferências Episcopais, inclusive em matéria de fé. Tal desgraça cumpriria aquilo que foi predito ao Movimento: o Cetro se partirá em mil pedaços!
    Outra desgraça que caminha por fora, mas se avizinha diz respeito ao neo-catecumenato, este mau caminho herético, que visa a dessacralização da Igreja, que estava sob suspeição por Bento XVI e agora parece absolvido pelo Vaticano. Programa-se para ali um grande encontro de milhares de seguidores, sob as bênçãos de certos cardeais maus, para aparentemente receber a oficialização da igreja, a falsa naturalmente. Por aqui sabemos que eles vão adotar o tal “caminho”, como base da nova evangelização, o que seria um desastre. Como Francisco também está rodeado pelo bando das hienas gordas, testa vermelha de vinho, em pomposas vestes e barretes vermelhos anéis e cruzes de ouro, que o circundam, isso será fatal. Hienas que agora não somente obedecem, como agem a quatro mãos para levar avante este projeto ruinoso, de uma “reforma” que visa destruir a Igreja Católica, porque ela é o último baluarte capaz de enfrentar o pavoroso exército da besta a serviço do anticristo, formado de milhares de homens e demônios. E muitos deles estão hoje dentro da Igreja!
    Muitos dos nossos santos, desde os séculos passados já anunciaram o que estamos vivendo. Vejam este alerta de Santo Ambrósio de Optina (1846) - Meus filhos, saibam que os últimos dias estão chegando; e como disse o Apóstolo, eles serão pobres em piedades, e heresias e cismas irão aparecer nas igrejas; e como disseram os Santos Padres, não haverá nos tronos dos Mosteiros hierarcas que não sofrerão testes e tentações na vida espiritual. Portanto, heresias irão se espalhar e enganar a muitos. O inimigo da humanidade irá atuar com esperteza, e se fosse possível, ele levaria à heresia até mesmo os escolhidos. Ele não começará negando os dogmas da Santíssima Trindade, a divindade de Jesus ou a Theotokos (Maria, Mãe de Deus), mas começará a distorcer os ensinamentos dos Santos Padres, em outras palavras, o próprio ensinamento da Igreja. Então, meu filho, quando você ver nas Igrejas o deboche dos atos Divinos, dos ensinamentos dos Santos, e da ordem estabelecida por Deus, saiba que os hereges já estarão presentes. Também fiquem atentos por um tempo, pois eles irão esconder suas más intenções, ou poderão deformar a fé divina secretamente, para que tenham sucesso ao ludibriar e enganar os inexperientes. 
    Também esta verdadeira profecia de Dom Fulton Sheen, um bispo americano falecido não faz muitos anos tem a ver com isso tudo: "Ele (Satanás) criará uma anti-igreja que será o macaco da Igreja, porque ele, o Diabo, é o macaco de Deus. Ela terá todas as notas e as características da Igreja, mas no sentido inverso e esvaziada de seu divino conteúdo. Será um corpo místico do anticristo que vai, em todas as aparências assemelhando-se ao corpo místico de Cristo. Em seguida, será verificado um paradoxo - as muitas acusações com que os homens no século passado, rejeitaram na Igreja, serão as razões pelas quais passarão a aceitar a anti-igreja." (...) Pergunto: acaso somos tão ingênuos em imaginar que haverá outra futura situação de dois papas antagônicos, que não seja esta? Haverá outra eleição considerada não canônica? Óbvio que estamos falando desta situação! É agora! É hoje!
    Não me lembro de ter colocado na íntegra a profecia de São Francisco, deixada pouco antes de ele falecer, que é para hoje e diz assim: Pouco antes da morte do Pai santo, ele convocou os seus Filhos e alertou-os sobre os problemas que haviam de vir, dizendo: Ajam com bravura, meus irmãos; ganhem coragem e confiem no Senhor. Em breve se aproxima o tempo no qual haverá grandes provas e aflições; perplexidades e discórdias, tanto espirituais como temporais, virão em abundância; a caridade de muitos esfriará, enquanto a malícia dos ímpios aumentará.
    Os demônios terão um poder fora do usual; a imaculada pureza de nossa Ordem, e de outras, será tão obscurecida, que haverá bem poucos Cristãos que obedecerão ao verdadeiro Soberano Pontífice e à Igreja Romana com corações leais e caridade perfeita. Nos tempos desta tribulação, um homem não canonicamente eleito será elevado ao Pontificado, que, com sua astúcia, empenhar-se-á em levar muitos ao erro e à morte.
    Então escândalos se multiplicarão, a nossa Ordem será dividida, e muitas outras serão totalmente destruídas, porque consentirão o erro em vez de combatê-lo. Haverá tal diversidade de opiniões e cismas entre as pessoas, os religiosos e o clero, que, se aqueles dias não fossem abreviados, segundo as palavras do Evangelho, até os eleitos seriam levados ao erro, se não fossem guiados, no meio de tão grande confusão, pela imensa misericórdia de Deus.
    Então a nossa Regra e nosso modo de vida serão violentamente combatidos por alguns, e provas terríveis cairão sobre nós. Os que permanecerem fiéis receberão a coroa da vida; mas ai dos que, confiando somente em sua Ordem, caírem em mornidão, pois não serão capazes de suportar as tentações permitidas como teste para os eleitos.
    Os que perseverarem em seu fervor e mantiverem sua virtude com amor e zelo pela verdade sofrerão injúrias e perseguições como sendo rebeldes e cismáticos; pois os seus perseguidores, instigados por espíritos malignos, dirão que prestam um grande serviço a Deus, eliminando aqueles homens pestilentos da face da Terra; mas o Senhor será o refúgio dos aflitos, e salvará todos que nEle confiarem. E a fim de serem como o seu Mestre, estes, os eleitos, agirão com confiança e com sua morte obterão para si próprios a vida eterna; escolhendo obedecer a Deus e não aos homens, eles não temerão nada e preferirão perecer, que aprovar a falsidade e a perfídia.
    Alguns pregadores manterão silêncio sobre a verdade, e outros a calcarão aos pés e a negarão. A santidade de vida será desprezada até pelos que exteriormente a professam, pois naqueles dias Nosso Senhor Jesus Cristo lhes mandará não um verdadeiro pastor, mas um destruidor. (fim) Isso também foi predito pelo profeta Zacarias (11, 15-17), e há 2500 anos que sabemos, um dia teria de acontecer. Mais claro impossível, para quem reza e tem os joelhos no chão, e assim se coloca nas mãos de Deus. Ademais quando outros santos e profetas previram que a Igreja num dia futuro teria dois papas, com doutrinas diferentes e mesmo antagônicas, com consequências funestas para a Igreja, temos que olhar para hoje, não para algum futuro. Até porque Deus não demorará a agir. Quando os pastores tiverem decidido de que lado estarão - da Sagrada Tradição ou do modernismo - virá para eles o AVISO, o basta!
    Há temas em que não podemos ainda avançar para sermos mais claros e diretos, respeitando aquilo que nos foi pedido – por ainda um tempo – então é preciso que cada leitor leia e releia com atenção estas passagens dos santos para ver como e onde elas se aplicam aos nossos dias e especialmente à nossa Santa Igreja. Às vezes minha mão freme para escrever claramente é isso, esta denúncia é contra este nome ou aquele, contra esta ou aquela pessoa, mas colocando as mensagens diante do leitor, ele mesmo terá condições de saber quais são as pessoas que estão enganando o mundo católico, que ao descobrir a verdade sofrerá tremendas decepções.  Assim, para que ninguém caia nas armadilhas dos reformadores, RENEGUE se você escutar...
- .... que a Bíblia é um livro muito antigo, e que precisa agora de reformulação e moderna interpretação...
- .... que  a doutrina da Igreja precisa evoluir, para acompanhar os passos do mundo moderno...
- .... que os Dogmas da Igreja são obstáculos que dificultam a união de todos os povos em Cristo...
- .... que a Fé é uma questão pessoal e cada deve seguir as inclinações do seu coração...
- .... que todas as religiões salvam, porque Deus é o mesmo, basta a reta intenção...
- .... que a verdade é relativa, e muda sempre de acordo com o evoluir dos povos e o progresso....
- .... que a moral também é de interpretação pessoal, algo que muda com os tempos...
- .... que a Igreja precisa declinar de certas atitudes, e partir para um diálogo fraterno sem Cristo...
- .... que  agora é a ONU quem vai ditar as regras morais, não mais os Mandamentos da Santa Igreja...
- .... que os Sacramentos da Igreja agora podem ser administrados aos pagãos sem conversão...
- .... que a salvação é destinada para todos, embora a religião, porque Deus é o mesmo em todas...
- .... que todas as pessoas se salvam sozinhas, porque Deus é misericordioso, e acolhe a todos...
- .... que o Inferno não existe, porque Deus é amor, e não castiga nem condena a ninguém...
- .... que o Purgatório é uma fantasia dos padres antigos, pois quem morre vai direto ao Céu...
- .... que não precisa de Consagração na Missa, porque Deus está em toda parte...
- .... que que a Eucaristia é nada mais que uma ceia, uma reunião fraterna entre irmãos que se amam...
- .... que o Batismo de todas as seitas é válido e já não essencial para a salvação eterna...
- .... que Maria não é importante na história da salvação e que basta Jesus...
- .... que o Rosário é oração ultrapassada, coisa de velhas comadres e não serve para nada...
- .... que Jesus não fez milagres nem expulsou demônios, apenas curou distúrbios psíquicos...
- .... que Confissão não é mais necessária, porque Deus é amor e é só pedir perdão direto a Ele...
- .... que Deus evolui também conforme o conhecimento científico do homem...
- .... que o Catecismo de João Paulo II precisa ser revisto para o adaptar aos tempos atuais...
- .... que as Indulgências não são necessárias, e ainda atrapalham o ecumenismo...
- .... que o Apocalipse já passou e que ninguém deve se preocupar com fim do mundo...
    Estes são apenas alguns exemplos, que cumprem exatamente o que São Paulo exortava aos Bispos de Éfeso como está em Atos 20, 29 Sei que depois da minha partida se introduzirão entre vós lobos cruéis, que não pouparão o rebanho. 30 Mesmo dentre vós surgirão homens que hão de proferir doutrinas perversas, com o intento de arrebatarem após si os discípulos. São estes lobos vorazes, vestidos com pele de ovelha, que estão infiltrados dentro da Igreja realmente introduzindo doutrinas perversas que não visam o melhoramento da Igreja, mas sua ruína. Eles vieram para destruir, foram instruídos para destruir, e se possível extinguir a Igreja Católica. 
    Percebam que toda a trama é apresentada como coisa boa: a união dos povos em Cristo! Entretanto o que se nota é que Cristo está ficando fora, porque tudo caminha no sentido da tolerância e do FALSO ecumenismo, que não visam trazer os povos para a Verdade, mas abdicar da verdade, em nome de uma união espúria. São Maximiliano Maria Kolbe, disse que: “Não há maior inimigo da Imaculada e de Seu Reinado que o ecumenismo de hoje, o qual todo Cavaleiro [da Imaculada] deve não só combater, mas também neutralizar, por uma ação diametralmente oposta e, finalmente, destruir”. Nenhuma Verdade da Igreja e de Jesus pode ser vendida ou mudada, em troca desta falsa união, porque os rebeldes, filhos e erro e da mentira não cedem um milímetro, enquanto somente a Igreja se vende, cede e se entrega. Então reafirmo: esta não é a vontade de Jesus, mas a de Lúcifer e do anticristo!
    Então vamos agora, numa reforma, destruir tudo aquilo que a Igreja construiu em dois mil anos? Vamos desprezar tudo aquilo que nossos santos acreditaram e viveram? Vamos desprezar o sangue dos milhões de mártires que deram a vida para mantê-la viva? Vamos desprezar o testemunho dos santos e a Tradição que brotou de suas vidas, seus escritos, suas homilias? Vamos então desprezar os Dogmas porque os protestantes não os aceitam? Vamos mudar a Bíblia porque grande parte dela é apenas lenda ou historinha emotiva, e hoje evoluímos em nosso pensamento? Vamos desprezar os Sete Sacramentos, apenas porque esta palavra não está na Bíblia? Vamos então derrubar dos altares os nossos santos, expulsar o Santíssimo, destruir o sacramentais, modificar os ritos e fazer da Santa Missa uma ceia, porque isso agrada aos crentes, protestantes e judeus, daí eles se juntam a nós? Mas o que temos a ver com eles? O que tem a ver Jesus com Satanás? Só este maldito é que aprovaria tais mudanças!
    Mas o que pediu Jesus? Sejam um só, como o Pai e Eu, somos um! Se é para sermos unidos como o Pai e Jesus, significa que nós devemos ser unidos apenas em torno Deles, e não dos judeus, crentes, protestantes, budistas, maometanos, comunistas, ateus, satanistas, espíritas e outros que caminham fora da verdade! Enfim, toda reforma que não vise manter a integridade da Verdade Eterna, a obediência perfeita ao que ensinou Jesus Cristo, sem ceder um só milímetro quanto à Verdade e a Tradição, o Catecismo de João Paulo II, e os documentos dos Santos Padres anteriores, esta reforma vem de satanás. Visa criar a falsa igreja do anticristo, que será reduzida a cinzas bem antes que consiga completar seu plano. Quem viver verá! Prepare-se para a perseguição... Também para a Vitória que é certa! (Aarão)


 
Você gostou desse artigo? Então você pode:
 



(Visto: 1345 | Enviados: 10 | Impresso: 34)


 
Historico